sábado, 20 de junho de 2009

Eu não sou ninguém
eu não sei o que é ser alguém.
Eu estou sozinha e assim permanecerei, até apodrecer na escuridão entre quadro paredes.
Eu cheguei a pensar que tinha alguém, mas foi um erro.
É só isso, não quero e não preciso dizer mais nada, até um dia.
Eu me isolarei, eu procurarei o máximo de escuro para lá eu morar, eu me esconder, eu simplesmente me abrigar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário